Aumento Salarial
 





Aumento Salarial
Como pedir um aumento
Será que ganho bem?
Reajuste Salarial
Salário Mínimo
Salário Maternidade
Fale Conosco
Mapa do Site



Como pedir um aumento


pedido%202Quando se visa o lucro, alguns dilemas começam a aparecer em nossas cabeças. Semelhantes a algumas perguntas feitas por empresários, como por exemplo: como lucrar com os clientes? Conseguir um aumento salarial é a questão: não fazemos ideia de como iniciar uma negociação com nossos patrões e empregados sobre aumento salarial.

 Algumas dicas podem ser muito úteis para você, que é chefe, na hora de presenciar tal situação e, claro, para você que é empregado, encarar seu chefe e questioná-lo.

É importante separar qualquer assunto de natureza pessoal, como o orçamento da casa, colégio das crianças, empréstimos bancários, entre outros, antes de pedir um aumento de salário. Primeiro: um pedido desse tipo, acompanhado de drama particular, nunca é a melhor alternativa, pois geralmente essa é a desculpa mais utilizada pelos funcionários e às vezes, pode não ser compreendida pelo seu chefe.

Outro aspecto que também deve ser observado é de se evitar que a conversa aconteça sem programação.

Não há motivos para que o trabalhador, a qualquer hora, queira conversar a respeito de seu salário com seu chefe e vice-versa. Um funcionário jamais deve convocar seu superior ou encarregado para esse tipo de conversa na frente de outros colegas, pois poderá parecer uma tentativa de coação ou movimento sindical. Caso o pedido de aumento seja para todos, a conversa também deve ser com todos.

Para os chefes e empresários, a dica é sempre contar a verdade aos funcionários e nunca usar desculpas infundadas quando não for possível conceder o aumento de salário. A Mentira é algo extremamente desagradável e uma hora ou outra, alguém ficará sabendo o que realmente houve e sua liderança será posta em cheque.



Mas qual será a hora certa para se  conceder um aumento?


Um momento exato para se pedir um aumento salarial, às vezes, é complicado de se imaginar; porém, podemos ponderar algumas situações e perceber certos momentos.

É importante verificar qual é a parcela de participação do funcionário na evolução da empresa e analisar, de forma clara, os últimos relatórios e constatar tal evolução.

Um exemplo disso é o que temos a seguir: um funcionário que se destaca, obtendo resultados que são nítidos a todos, não pode dizer que é merecedor de um aumento salarial por concluir que os erros que eram cometidos no passado, agora não são mais cometidos, porque a intenção da empresa, ao contratá-lo, é que seu trabalho seja feito de maneira certa. Os erros nunca podem acontecer e jamais podem ser usados como justificativas.

Pagar um funcionário pelo que realmente ele vale, seria uma alternativa sugerida no mundo empresarial. Alguns administradores pensam dessa forma e costumam afirmar isso.

A dica é não tentar agradar muito as pessoas. Mas queiramos ou não, isto reflete o pensamento de muitos empresários: fazer corretamente as tarefas pertinentes ao seu cargo é apenas a obrigação de todo bom profissional.

Para fazer jus a um aumento de salário, é necessário que uma pessoa não apenas execute bem as tarefas sob sua responsabilidade. É preciso que ela agregue valor à empresa, que contribua não só pela sua sobrevivência, mas também a da empresa onde trabalha.


Salários indiretos: por que alguns não valorizam?


Um erro que ocorre com muita frequencia é quando o funcionário quer comparar o seu salário com o de outros funcionários. Porém, o que muitas vezes esquecemos, é que financeiramente os benefícios indiretos que recedemos, como: vale-transporte, vale-refeição e cestas básicas, são certas vezes superiores ao salário líquido de outro funcionário.

Em relação ao 'salário indireto', entende-se por tudo aquilo que a empresa fornece, além da obrigação trabalhista.

Assim, a cesta básica distribuída no final do mês, o plano de saúde ou as famosas premiações de fim de ano nada mais são do que uma opção da empresa em dar uma contrapartida aos seus funcionários pelo bom desempenho.

Um funcionário deve saber que, ao comparar os benefícios materiais que a sua empresa oferece com o salário dos outros funcionários, ele precisa tomar muito cuidado e deve procurar analisar as perspectivas de crescimento e estabilidade da empresa  onde trabalha, evitando, assim, de se deixar levar por um salário maior em outra empresa, que pode durar apenas alguns meses.


Perca a vergonha, peça aumento!


Existem melindres no relacionamentos que dificilmente podem ser eliminados. O momento de pedir o aumento é um deles. Geralmente os chefes apenas observarão seu bom desempenho e nada farão, pois para eles tudo sempre está na mais perfeita ordem.

Veja este exemplo de como iniciar a solicitação de aumento salarial: o funcionário inicia o denominado 'ritual da mordida', ou seja, o processo de pedido de aumento, com pequenas atitudes ou falas indiretas e comportamentais (como deixar contas a pagar sobre a mesa) ou então, pode utilizar indiretas verbais como comentários sobre o aumento da cesta básica, da escola das crianças, e outros gastos que possam ter aumentado.

Nesse primeiro contato, o empregador tentará diminuir ao máximo o impacto do pedido e o funcionário tentará aumentar as suas chances de sucesso. Não há uma hora exata para se pedir um aumento; entretanto, a dica é tentar observar a situação pelo efeito reverso, ou seja, pelo menos se deve evitar a hora mais propícia para o insucesso.

Em certos momentos, temos que ter a noção de que, se para nós é um dia bom para pedirmos um aumento, também pode ser um dia péssimo para o seu chefe ouvir isso de você e é claro que a resposta mais simples para ele será um 'não'.

Pedir um aumento não significa constranger; então ,não faça com que seu chefe sinta-se constrangido e tenha que te dar um aumento. Muitas vezes uma situação inesperada, como uma demissão, pode acontecer.

Outra importante dica: reveja todos  os argumentos que pretende utilizar para justificar o aumento salarial.

Lembre-se de que, em algumas empresas, é comum um mau profissional estar munido de bons argumentos e conseguir o que deseja, enquanto que bons profissionais, carentes dos argumentos certos, acabarem ficando para trás.






Site desenvolvido por KERDNA Produção Editorial LTDA